Programa Adote um Casarão cria novos negócios no Centro Histórico de São Luís

Atualmente, sete imóveis do Centro Histórico de São Luís estão em obras: na Rua Grande, Rua da Palma, Rua do Giz, Rua Rio Branco, Avenida Magalhães de Almeida, e dois situados na Rua da Estrela.

O centro histórico de São Luís Foi reconhecido como Patrimônio Cultural Mundial pela Unesco, em 1997, por aportar o testemunho de uma tradição cultural rica e diversificada, além de constituir um excepcional exemplo de cidade colonial portuguesa, com traçado preservado e conjunto arquitetônico representativo. Por se tratar de uma cidade histórica viva, pela sua própria natureza de capital, São Luís se expandiu, preservando a malha urbana do século XVII e seu conjunto arquitetônico original.  Em toda a cidade, são cerca de quatro mil imóveis tombados: solares, sobrados, casas térreas e edificações com até quatro pavimentos.

Entretanto, convive com o abandono, e o patrimônio vem sofrendo perda substanciais nos últimos anos, para recuperar parte desse acervo arquitetônico, o Governo do Estado do Maranhão, criou o Programa Adote um Casarão.

Dentro da concepção do projeto, estão sendo reformados sete imóveis. O prédio da Rua Grande, onde funcionava a antiga Secretaria de Educação do Estado, será reformado por uma empresa adotante e transformado em um shopping cultural com praça de alimentação e espaço d e convivência.

Também está sendo reformado um casarão histórico localizado na Rua da Estrela, em São Luís, está sendo reformado pelo Programa Adote um Casarão. Depois de revitalizado, no local funcionará um call center e um polo tecnológico. A primeira etapa das obras, que tem como adotante a empresa TVN, está com 90% dos trabalhos concluídos.

O Adote um Casarão é um programa do Governo do Estado, executado pela Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), que faz parte de um programa mais amplo, o Centro Histórico de São Luís. O Programa disponibiliza, por meio de editais, imóveis no Centro Histórico de São Luís, que estejam subutilizados ou estejam vazios. O adotante, em contrapartida, deve revitalizar e manter atividade no local.

Quando estiver pronto, o prédio da Rua da Estrela vai abrigar o Centro de Desenvolvimento da TVN e as instalações do Curso de Ciências da Computação da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Segundo o secretário da Secid, Márcio Jerry, o objetivo é dar nova dinâmica a essa área da cidade, que destacou: “Um prédio público que estava em desuso, agora vai atender milhares de pessoas, gerando emprego e renda, quando estiver reformado. Essa iniciativa faz parte de um conjunto imenso de atividades implementadas pelo governador Flávio Dino para repaginar e dinamizar a região central da cidade e preservar nossa história”.

Fonte: https://www.ma.gov.br/

10 Curiosidades sobre as abelhas

Conheça curiosidades sobre nossas brilhantes abelhas!

1) As abelhas são polinizadoras super importantes para flores, frutas e vegetais. Isso significa que ajudam outras plantas a crescer! As abelhas transferem pólen entre as partes masculina e feminina, permitindo que as plantas cultivem sementes e frutos.

2) As abelhas vivem em colmeias (ou colônias). Os membros da colmeia são divididos em três castas:

Rainha: Uma rainha comanda toda a colmeia. Seu trabalho é botar os ovos que irão gerar a próxima geração de abelhas da colmeia. A rainha também produz substâncias químicas que orientam o comportamento das outras abelhas.

Obreiras: são todas femininas e suas funções são procurar alimentos (pólen e néctar das flores), construir e proteger a colmeia, limpar e fazer circular o ar batendo suas asas. As operárias são as únicas abelhas que a maioria das pessoas ver voando fora da colmeia e

Zagões: Estas são as abelhas machos e seu propósito é acasalar com a nova rainha. Várias centenas vivem em cada colmeia durante a primavera e o verão. Mas no inverno, quando a colmeia entra em modo de sobrevivência, com escassez de alimentos, os zangões são expulsos da colmeia e acabam morrendo de fome ou de frio.

3) As abelhas produzem mel para armazenar alimentos para a colmeia durante o inverno. Felizmente para nós, esses pequenos trabalhadores eficientes produzem 2 a 3 vezes mais mel do que precisam, por isso também podemos desfrutar da guloseima saborosa!

4) Se a abelha rainha morrer, as operárias criarão uma nova rainha selecionando uma larva jovem (os insetos bebês recém-nascidos) e alimentando-a com um alimento especial chamado “geleia real”. Isso permite que a larva se desenvolva em uma rainha fértil.

5) As abelhas são insetos fabulosos. Eles voam a uma velocidade de cerca de 25km por hora e batem suas asas 200 vezes por segundo!

6) Cada abelha tem 170 receptores de odor, o que significa que elas têm um ótimo olfato! Eles usam isso para se comunicar dentro da colmeia e para reconhecer diferentes tipos de flores quando procuram comida.

7) Em média, as abelhas operárias vivem apenas cinco a seis semanas. Durante este tempo, elas produzirão cerca em um décimo de segundo uma colher de chá de mel.

8) A rainha pode viver até cinco anos. Ela fica mais ocupada nos meses de verão, quando pode botar até 2.500 ovos por dia!

9) As abelhas também são comunicadores brilhantes! Para compartilhar informações sobre as melhores fontes de alimentos, elas realizam sua “dança do balanço”. Quando a operária retorna à colmeia, ela se move em forma de oito e balança o corpo para indicar a direção da fonte de alimento e

10) Infelizmente, nos últimos 15 anos, colônias de abelhas estão desaparecendo e a razão deve ser o desmatamento. Conhecida como “desordem do colapso da colônia”, bilhões de abelhas em todo o mundo estão deixando suas colmeias para nunca mais voltar. Em algumas regiões, até 90% das abelhas desapareceram!

Todos nós podemos fazer a nossa parte para apoiar esses insetos brilhantes! Por que não plantar flores ricas em néctar?

Exemplo de plantas que as abelhas gostam: Acácia (a acácia branca é denominada de Moringa), Macaúba, Cajueiro, Babaçu, Carambola, Murici, Pau-Brasil, Feijão-guandu, Pequi, Mata pasto, Cedro, Laranjeira, Limoeiro, Café, Maxixe, Melão, Pepino, Abóbora, Ingá, Turumã, Ipê, Tamarindeiro, Milho e outras, que ajudarão as abelhas a encontrar o alimento de que precisam.  Além disso, certifique-se de escolher a plantação correta, que ajudará as abelhas e os apicultores!

O que você achou das curiosidades sobre as abelhas? Deixe seu comentário.

Texto traduzido e revisado por Ana Creusa

Fonte: Daniela. ett al. Plantas visitadas por abelhas e polinização. Piracicaba: USP, 2003 e https://www.natgeokids.com/

Dia Internacional da Terra, com o tema “Restaurar nossa Terra”

A ONU reconheceu a data em 2009, como o Dia Internacional da Mãe Terra. O tema deste ano é ‘Restaurar nossa Terra’. A finalidade da data é estimular a consciência para os problemas da contaminação, degradação e devastação ambiental. 

A WISCONSIN GIANT FOUNDING EARTH DAY ONE OF MANY ACHIEVEMENTS OF THE FORMER GOVERNOR AND SENATOR GAYLORD NELSON: 1916-2005 | Latest News | madison.comO Dia Internacional da Mãe Terra, ou apenas Dia da Terra, foi criado em 22 de abril de 1970 pelo então senador dos Estados Unidos Gaylord Nelson. A intenção era chamar a atenção da população e de governantes para problemas ambientais que afetavam nosso planeta. A convocação foi um sucesso e milhões de pessoas se manifestaram nos Estados Unidos a favor de mudanças de atitude pelas causas ambientais.

O Dia da Terra 2021 é o tema do Doodle exibido na página inicial do Google nesta quinta-feira (22). Em formato de vídeo, a ilustração mostra pessoas adultas plantando diferentes árvores e ensinando crianças a fazer o plantio enquanto envelhecem. O processo se repete com diferentes personagens, mostrando que as árvores permanecem na natureza mesmo com o passar do tempo. O Doodle está sendo exibido em quase todos os países, na versão do buscador para computador e celular.

Segundo o Google, o Doodle deste ano destaca como todos podem plantar a semente para um futuro mais brilhante, uma muda de cada vez. “O vídeo Doodle de hoje mostra uma variedade de árvores sendo plantadas dentro de habitats, uma das muitas maneiras pelas quais podemos fazer nossa parte para manter nossa Terra saudável para as gerações futuras. Encorajamos todos a encontrar uma pequena ação que possam fazer para restaurar nossa Terra”, disse a empresa.

A ilustração foi criada pela designer Sophie Dao, que revelou ter se inspirado nas árvores e flores que admira pela janela da sua casa.

Em 1990, o Dia da Terra já era celebrado em muitos países e em 2009, reconhecendo a importância desta data, a ONU instituiu definitivamente o dia 22 de abril como sendo Dia Internacional da Mãe Terra.

Dia da Terra | 22 de abril - CalendarrA Mãe Terra está claramente pedindo uma chamada à ação. A natureza está sofrendo. Oceanos se enchendo de plástico e ficando mais ácidos. Calor extremo, incêndios florestais e inundações, bem como uma temporada recorde de furacões no Atlântico, afetaram milhões de pessoas. Agora enfrentamos COVID-19, uma pandemia mundial de saúde, link para a saúde de nosso ecossistema.

Hoje a Cúpula de Líderes sobre o Clima foi aberta nesta quinta-feira (22), em evento organizado pelo governo dos Estados Unidos. O anfitrião é o presidente Joe Biden, que faz a coordenação do evento. O discurso de abertura ficou sob a responsabilidade da vice-presidente Kamala Harris. Pelo Brasil, o presidente Jair Bolsonaro discursou e prometeu que o país terá neutralidade climática até 2050. “Determinei que nossa neutralidade climática seja alcançada até 2050, antecipando em 10 anos a sinalização anterior. Entre as medidas necessárias para tanto, destaco aqui o compromisso de eliminar o desmatamento ilegal até 2030”.

Fonte: Google. https://www.techtudo.com.br/ e https://www.terra.com.br. Foto de destaque da Internet

Curiosidades e lendas envolvem a história do dia 21 de abril; relembre o que foi a Inconfidência Mineira

Autora Rafaella Dotta

Dono de um feriado nacional em seu nome, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, possui uma história em parte desconhecida e em parte misteriosa.

Você sabia, por exemplo, que sua cabeça foi roubada e nunca mais reapareceu? Ou que a barba e o cabelo compridos são provavelmente invenções? Dúvidas como essas abrem possibilidade para se conhecer um pouco mais sobre a revolta acontecida em Minas Gerais, conhecida como “Inconfidência Mineira”.

Era século XVIII, por volta de 1790, quando um grupo de intelectuais, padres e detentores de patentes militares de Vila Rica (hoje Ouro Preto) começou a pensar em uma revolta contra a coroa portuguesa.

O professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), João Furtado, explica que a maioria dos inconfidentes se rebelava contra a forma agressiva com que Portugal cobrava os impostos no estado. “Ricos, principais sonegadores, tinham seus bens confiscados à força”, diz.

Os inconfidentes não tinham um grande projeto para o país, não tinham os mesmos pensamentos sobre a escravidão e não passaram da fase de planejamento da revolta, segundo o historiador.

Em abril de 1792, os reis portugueses descobriram a conspiração e mandaram enforcar e esquartejar Tiradentes, a fim de inibir movimentos que também articulassem a liberdade do Brasil de Portugal.

Símbolo do movimento

De todos os integrantes da revolta, por que apenas Tiradentes foi morto?

“Ele era o líder que mais divulgava as ideias da Inconfidência. Ao dar muita publicidade à Inconfidência, foi identificado como o principal propagandista e escolhido para ser eliminado pela coroa”, explica o professor. Outros dizem que ele foi o escolhido para servir de exemplo por ser o mais pobre entre seus companheiros, que eram integrantes da burguesia da época.

O enforcamento de Tiradentes aconteceu no Rio de Janeiro, na praça da Lampadosa (hoje praça Tiradentes). Pedaços de seu corpo foram colocados ao longo da estrada até Vila Rica, onde foi exibida sua cabeça.

Curiosas inconfidências

Será careca? Historiadores afirmam que Tiradentes não era como as pinturas mostram. Como era um alferes (tenente do Exército), precisava manter cabelo e barba raspados. A figura que conhecemos hoje teria sido inventada para se parecer com Jesus Cristo e facilitar a simpatia pelo inconfidente.

Onde ele está com a cabeça? Nos dias seguintes à morte de Tiradentes, a corte portuguesa enviou pedaços de seu corpo a todo território nacional para amedrontar pessoas que se organizassem pela independência do país. Para Ouro Preto enviou a cabeça e a colocou em um poste na praça central. Entretanto, a cidade tomou um susto ao amanhecer. A cabeça de Tiradentes havia sido roubada. Até hoje diversas lendas rondam a história e seu crânio nunca foi encontrado.

Tiradentes, um vilão? Por 98 anos, desde a sua morte (1792) até a proclamação da República do país (1889), Joaquim foi considerado um exemplo a não ser seguido, odiado por toda a corte portuguesa. Quando o Brasil, enfim, declarou independência, ele passou a ser reconhecido como o mais importante rebelde que lutou pela liberdade do país.

Proclame-se feriado! Tiradentes é o único personagem brasileiro que possui um feriado nacional em sua homenagem.

Fonte: https://www.brasildefato.com.br/  Foto: Estátua de bronze de Tiradentes: historiadores questionam a imagem do líder da Inconfidência barbudo e cabeludo – Tomaz Silva/Agência Brasil

Como lidar com o luto

A UNICEF Brasil apresenta sete maneiras para lidar com o luto, nesse período em que a Pandemia da Covid-19 está ceifando muitas vidas ao redor do mundo.

Diz a entidade que qualquer tipo de perda ou mudança pode causar sofrimento, e não existe uma maneira certa de vivenciar esse sentimento. Explore conselhos e recursos de especialistas para quando você ou alguém que você conhece tiver de lidar com sentimentos de perda ou luto.

Entenda o luto
O luto é um processo esperado após a perda de alguém ou de algo importante. Cada pessoa passa por esse processo de uma maneira diferente. Podemos viver o luto sozinhos ou acompanhados. O luto não é uma doença, ele não tem data certa para terminar, mas em geral diminui com o tempo.
Identifique o que faz você se sentir bem
Não existe certo ou errado durante o processo de luto. Algumas pessoas preferem falar sobre a pessoa que faleceu e outras não, e isso é normal. Tente identificar o que faz você se sentir melhor (como tomar um banho quente) e o que faz você triste (sentir culpa pela morte de alguém, por exemplo).
Saiba quando pedir ajuda
Você não consegue dormir nem comer direito, e o impacto da perda é enorme no seu dia a dia. Você começa a ter pensamentos de morte ou não quer ter um relacionamento com ninguém. Se você está passando por uma dessas situações, pode estar na hora de pedir ajuda.
Pratique o autocuidado
Faça pausas. Seja paciente consigo mesmo e chore sempre que quiser. Não tenha pressa para tomar decisões importantes. Permita-se ser feliz de novo. Peça ajuda.
Procure uma rede de apoio
Existem sites e blogs que falam sobre o luto. Você pode encontrar grupos de apoio no seu bairro ou online. Descubra o que faz você se sentir bem e amparado(a). Busque ajuda profissional se achar necessário.
Prestigie suas memórias
Se você não pode fazer uma cerimônia, como um velório, crie outro ritual de despedida. Faça uma caixa de memórias e guarde nela objetos e fotos importantes. Organize as fotos e faça montagens. Compartilhe stories sobre a pessoa que faleceu.
Saiba como seguir em frente
As perdas fazem parte da vida. Respeite o seu tempo de luto. Não compare o seu luto com o dos outros. É normal sentir raiva. Valorize o que realmente importa.
Fonte UNICEF-Brasil

Aprenda a Chamar a Polícia

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de casa.

Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro.

Como minha casa era muito segura, com grades nas janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas era claro que eu não ia deixar um ladrão ali, espiando tranquilamente.

Perguntaram-me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa.

Esclareci que não e disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível.

Um minuto depois, liguei de novo e disse com a voz calma:

— Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu quintal. Não precisa mais ter pressa. Eu já matei o ladrão com um tiro de escopeta calibre 12, que tenho guardada em casa para estas situações. O tiro fez um estrago danado no cara!

Passados menos de três minutos, estavam na minha rua cinco carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate, uma equipe de TV e a turma dos direitos humanos, que não perderiam isso por nada neste mundo.

Eles prenderam o ladrão em flagrante, que ficava olhando tudo com cara de assombrado. Talvez ele estivesse pensando que aquela era a casa do Comandante da Polícia.

No meio do tumulto, um tenente se aproximou de mim e disse:

— Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão.

Eu respondi:

— Pensei que tivesse dito que não havia ninguém disponível.

Artur Bernardes

Homens e Princípios

Vibra a alma nacional empolgada pela luta partidária de quantas se tem travado neste país. Todas as classes trabalhadoras estão empenhadas nela, com delírio e paixão. O Brasil está, de fato dividido em duas grandes correntes que mais a mais se engrossam e se definem. Ninguém mais poderá conter o choque tremendo das duas opiniões intransigentes que se levantaram robustas uma diante da outra. De um lado é o erro de um regime que há esmagado o sentimento popular, que há abatido as aspirações do povo, que há conservado o país sob as garras do analfabetismo, que desprezado o sertão, e esmagado economicamente as regiões do norte, que há descurado dos empreendimentos administrativos que fariam a felicidade geral das populações atrasadas, doentes, sujeitas a tyrannêtes locais, vândalos da civilização e do progresso, que aniquilam a terra e atrofiam a energia do homem.

Doutro lado estão, incontestavelmente os princípios são os postulados da verdadeira democracia, o respeito à soberania popular, os grandes ideais, os ideais fulgurados que querem a república pela república, os ideais sublimes que levantam a moral do homem, os ideais nobre que querem o homem na posse dos direitos civis, civicamente educado para meter ombros aos elevados cometi-me enérgica, da pátria brasileira; os ideais gloriosos que querem o Brasil politicamente, uma coletividade forte, nova, ativa e trabalhadora; sem explorados, nem exploradores; sem grandes, nem pequenos; construída de elementos que gozem de todas as vantagens que as instituições conferem a todos, uma coletividade enérgica, produtiva, capaz e emancipada.

De outro lado estão os princípios nocivos, pelos quais os homens valem mais que a lei, e os interesses particulares estão mais altos que as necessidades do povo. Doutro lado estão os que se curvam diante da lei, e não de homens, os para quem as necessidades do povo pesam mais na balança dos fatos que os interesses particulares.

Não se discutem, neste pleito fundamental, merecimentos de individualidades, mais uma vez o dizemos; que são por demais conhecidos, os que ora se apresentam candidatos à presidência e vice-presidência da República. Não se discutem nesta hora merecimentos, pois de ambos os lados há inteligências brilhantes, competências fora de qualquer dúvida. O que nesta hora se examinam são os princípios que essas correntes políticas defendem; são os objetivos políticos que elas colimam; são as razões em que se estribam os seus incorporadores; são os direitos que elas amparam.  É a orientação econômica do país o que se examina, neste momento. O povo vilipendiado por tantos erros, por tantas ambições, por tantas emergências difíceis, agora que se vai mais uma vez decidir dos seus destinos, o que analisa, é a sinceridade da palavra dos combatentes; o que ele sonda, meticulosamente, são os fatos erguidos pelos que sustentam a controvérsia; o que ele perscrute, é esse mundo interior da cobiça escondida, que, silenciosa, arma o salto para mais uma vez o dilacerar. O povo enveredou pelo bom caminho. Ele não quer saber senão do alto valor político e moral dos que propõem a dirigi-lo, valor atestado pelo passado, em serviços prestados à causa republicana.

Insiste o povo em descortinar largos horizontes da democracia prestigiando aqueles candidatos que por obras e palavras já se revelaram amigos das classes trabalhadoras, aqueles a quem se comunicam seus sentimentos, aqueles que sofrem com ele as suas necessidades, e que se mostram capazes pela emancipação moral de lhe proporcional algum conforto de que precisam tanto e que não chega nunca!

A ocasião não é, pois, para esmorecimentos!  Urge que todos cumpram o seu dever! Urge que se afastem todos os óbices capazes de impedir à livre manifestação da consciência eleitoral! É necessário que o eleitorado brasileiro conheça bem a responsabilidade de seu gesto, para que amanhã, por causa desse indiferentismo já tão proverbial de nossa gente não se tenha a lamentar um desastre administrativo fatalmente nefasto e irremediável.

Editorial do Jornal “Diário de S. Luiz”, publicado em 2 de fevereiro de 1922 (quinta-feira). O artigo se refere à eleição presidencial que ocorreria nesse anos. No Dia 1.º de março de 1922 ocorreu a eleição de Artur Bernardes que governou de 1922

O tronco caído

Rito de passagem dos índios Cherokees:

O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho.
O filho se senta sozinho no topo de uma montanha toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte.
Ele não pode gritar por socorro para ninguém.
Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem.
Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido.
O menino está naturalmente amedrontado.
Ele pode ouvir toda espécie de barulho.
Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele.
Talvez alguns humanos possam feri-lo.
Os insetos e cobras podem vir picá-lo.
Ele pode estar com frio, fome e sede.
O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele se senta estoicamente, nunca removendo a venda.
Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.
Finalmente…
Após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida.
Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele.
Ele estava a noite inteira protegendo seu filho do perigo.