Tombou mais um

Por Ana Creusa

Estou chorando até agora com a prisão de Zé Trovão. Ontem acabei de ler o livro 1984. O protagonista, depois de várias sessões de tortura, após tentar se manifestar contra o sistema ditatorial; declara: “eu amo o Grande Irmão”, que é o chefe do Partido Ditatorial.

As prisões de apoiadores de Bolsonaro são baseadas em um inquérito inconstitucional e não é por que o STF se reuniu em Plenário que vai passar a sê-lo.

Aos poucos estou vendo todos os tombaram. O princípio constitucional de que “Ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal” (art. 5º, LIV da CF/88) não existe mais em nosso país.

Todos os presos políticos, a seu turno, se voltarão contra Bolsonaro e eu os entenderei.

Aquele pedido de desculpas a Alexandre de Moraes foi um tapa na cara desses guerreiros. Não que se queira ditadura militar, mas porque os deixou mais vulneráveis.

Os caminhoneiros entrarão em greve, não por causa de Zé Trovão, mas por causa do aumento dos preços do óleo diesel.

Zé Trovão, cuide da sua defesa e venha para a política – estamos de saco cheio de covardes. De autorizo em autorizo, os apoiadores vão de quebrando!!

Game Over, como disse Allan dos Santos. Faltam os presos políticos declararem amor a Alexandre de Moraes, porque Bolsonaro já declarou.

Deixe uma resposta