Pix Caminhoneiro terá duas parcelas pagas na primeira quinzena de agosto

Pagamentos de R$ 1 mil serão destinados a transportadores autônomos; estimativa é que até 900 mil condutores sejam alcançados.

O voucher caminhoneiro faz parte de uma série de benefícios incluídos na promulgação, nesta última semana, de PEC no Congresso Nacional, que também inclui aumento de R$ 200 no Auxílio Brasil, chegando a R$ 600 mensais, e de R$ 53 no Vale Gás bimestral; voucher aos taxistas com valor mensal de R$ 200 a R$ 300; compensação dos Estados para gratuidade do transporte coletivo de idosos e para compensação da manutenção da competitividade entre o etanol e a gasolina, etc. Além de antecipar as parcelas do Pix Caminhoneiro, o governo federal também planeja viabilizar dois pagamentos em agosto do voucher aos taxistas.

O governo federal trabalha para viabilizar – com urgência – as primeiras parcelas do Pix Caminhoneiro, que é o novo auxílio social voltado para a transferência de renda para transportadores autônomos do Brasil. Com a proximidade das eleições, a proposta é que o benefício comece a ser distribuído no mês de agosto, com duas parcelas sendo pagas já na primeira quinzena do mês.

Com isso, a proposta inicial, de cinco parcelas, foi alterada para seis, com pagamentos de R$ 1.000 por mês entre julho e dezembro.

Conforme aprovado em dois turnos pelo Congresso Nacional e promulgado na última sexta-feira, 16, o auxílio terá valor mensal de R$ 1 mil e validade até o mês de dezembro, somando R$ 5,4 bilhões a serem destruídos pela União. O público alvo são caminhoneiro, que estão cadastrados no Registro Nacional de Transportadores de Cargas,  desde que eles estejam inscritos como transportadores autônomos até o mês de maio. A estimativa é que até 900 mil caminhoneiros sejam beneficiados.

O pagamento deve ser feito com depósito na conta poupança social digital, o Caixa Tem. Todos os beneficiados terão uma conta aberta em seu nome e CPF.

Fonte: https://www.revistacaminhoneiro.com.br/. Foto: https://blog.proteautobrasil.com.br/

Deixe uma resposta