Mais uma fuga de cérebro: após ser impedida de se matricular na USP, jovem ganha bolsa em escola nos EUA

“Nós, da StartSe, acreditamos que não são os diplomas que definem nossas habilidades, mas sim o conhecimento que se adquire. Por isso, decidimos acompanhar a Elisa no seu desenvolvimento.”

A jovem Elisa Flemer, 17 anos, passou para engenharia civil na USP (Universidade de São Paulo) com a 5ª melhor nota entre os candidatos do curso na Fuvest – prova para ingressar na universidade.

Mas a Justiça a impediu de se matricular na instituição por ela não ter o diploma do ensino médio. Sensibilizada com a história e dedicação de Elisa com os estudos, a empresa StartSe concedeu à jovem uma bolsa de estudos na escola internacional de negócios StartSe University, em San Francisco (EUA).

De acordo com o CEO da empresa, Junior Borneli, a bolsa da adolescente cobrirá todos os seus gastos lá no Vale do Silício. Com a bolsa, Elisa estudará administração de negócios e fará estágio, também na StartSe.

Nosso Brasil é uma tristeza: excesso de leis para atrapalhar o desenvolvimento do país. Elisa se submeteu ao teste, foi aprovada, o que mais seria preciso para provar sua capacidade?! Perdemos mais um cérebro que segue magoado com nosso país, cujas leis e políticos são reprovados pela maioria da população.

Fonte: https://razoesparaacreditar.com. Adaptado por Ana Creusa

Deixe uma resposta